Espanha vs Rússia, Mundial 2018
Espanha vs Rússia, Mundial 2018

Quem será que ganha este Espanha vs Rússia? É a questão todos colocam quando olham para este jogo. Até porque neste Mundial Rússia 2018, os favoritos não têm tido vida fácil. Exemplo disso, é o apuramento da Espanha no Grupo B – onde estava Portugal, que ficou em segundo. Já a seleção anfitriã deste torneio – a Rússia, ficou em segundo no Grupo A.

Este encontro está marcado para este domingo, no estádio Luzhniki, em Moscovo, e tem transmissão assegurada pela SportTV. Como este jogo é a eliminar, quem vencer irá carimbar o passaporte para os quartos-de-final deste Mundial. Já quem perder, será irremediavelmente eliminado. Os dados estão lançados, falta agora a bola começar a rolar. De um lado, a Espanha conta já com um título de campeão do Mundo no seu palmarés, conquistado em 2010. A Rússia apesar de nunca ter vencido este torneio, conseguiu o quarto lugar, em 1966 – ainda como União Soviética. A Espanha é uma das favoritas à conquista do troféu, mas do outro lado, temos a seleção anfitriã que quer fazer boa figura na sua casa.

Aqui estão 12 coisas que tens de saber sobre este jogo – Espanha vs Rússia. As apostas ficam por nossa conta.

  1. Desde do fim da União Soviética, a Rússia nunca venceu a Espanha (2E e 4D). O último encontro (amigável) acabou com um 3-3, em novembro de 2017;
  2. A Espanha marcou 10 golos nos últimos três jogos contra a Rússia (sete em dois jogos no Euro 2008, 3 no amigável em novembro de 2017);
  3. Eles não perdem há 23 jogos (15V e 8E), a maior serie invencível entre as 32 equipas no Mundial Rússia 2018. A última derrota aconteceu diante da Itália há dois anos nos oitavos-de-final no Euro 2016 (0-2, junho de 2016);
  4. Desde (e incluindo) o Mundial 2006, a Espanha dominou a posse de bola em 32 dos 33 jogos em grandes torneios (Mundial + Europeu). A única exceção foi na final do Euro 2008 contra a Alemanha, onde eles tiveram 46% da posse de bola;
  5. Este é o primeiro jogo eliminatório para a seleção russa desde o fim da União Soviética;
  6. Desde esse aconteceu histórico, a Rússia só em dois jogos é que não sofreu golos em 12 jogos em Mundiais. Já a Espanha não conseguiu encontrar o caminho para a baliza contrária por uma vez nos últimos 12 jogos na competição (vs Chile, junho de 2014);
  7. Os russos fizeram apenas três remates no último jogo com o Uruguai – a pior prestação de uma seleção anfitriã de um Campeonato do Mundo desde o jogo dos EUA com o Brasil, em 1994 (3 remates);
  8. A Rússia venceu um jogo por 5-0 (vs Arábia Saudita) e perdeu outro por 3-0 (vs Uurguai), esta é a primeira vez que aconteceu estas margens tão grandes num Mundial desde 1982, quando a Hungria venceu por 10-1 em El Salvador, mas perdeu depois por 4-1 com a Argentina. Ver outras goleadas!
  9. Eles marcaram 8 golos na fase de grupos, o que dá uma média de 3,06 golos por jogo
  10. Se Iniesta jogar, este será o 30º jogo nos principais torneios (Campeonato do Mundo + Europeu), tornando-se assim o terceiro jogador espanhol a alcançar este feito depois de Iker Casillas e Sergio Ramos. Ele já rematou por 32 vezes à baliza em Mundiais e Europeu, o último golo aconteceu na final do Mundial 2010 com a Holanda;
  11. Isco esteve diretamente envolvido em 12 golos nos seus últimos 15 jogos pela seleção espanhola (10 golos e 2 assistências);
  12. Fyodor Smolov marcou dois golos à Espanha no último jogo – em novembro de 2017 (3-3) – o único jogo em que ele encontrou o caminho da baliza contrária. Ele ainda não marcou neste Mundial. Em 111 minutos, só tentou por uma vez o remate à baliza.