Messi já recusou a ser substituído!
Messi já recusou a ser substituído!

Não foi só o guarda-redes do Chelsea Kepa, que se recusou a ser substituído no decorrer de um jogo de futebol. Há mais casos, e nós aqui na bet.pt fomos à procura de alguns jogadores que se recusaram a ser substituídos. São 7, mas certamente que há mais. Podes deixar nos comentários porque talvez seja interessante fazer uma segunda parte deste artigo.

Futre então ao serviço do Atlético de Madrid, quase provocou um enfarte ao treinador Tomislav Ivic após ter dito não a uma substição.
Ibrahimovic num jogo com a camisola do Milão decidiu não sair e continuar a ajudar a equipa com os seus golos.
Em 2017, num jogo entre o Swansea – equipa que Fabianski representava – e o Tottenham, o guarda-redes recusou sair após ter sofrido um choque. Apesar das dores nas costas, o polaco continuou e sofreu mais dois golos dos Spurs…  
No Mundial 2014, Álvaro Pereira após levar uma joelhada na cabeça no decorrer de um Uruguai e a Inglaterra recusou a substituição após a assistido.
Carlos Tévez recusou-se a entrar. Estávamos em Setembro de 2011, e num jogo da Champions com Bayern, o argentinou não quis jogar. Mancini, treinador do Man City na altura, afastou o jogador durante 5 meses.
Numa partida entre o Santos e o Santo André a contar para o campeonato Paulistão em 2010, Ganso recusou sair apesar do cansaço por causa da sua equipa estar a jogar com menos um após a expulsão de um colega. No final a atitude foi elogiada pelo treinador.
Lionel Messi recusou ser substituído a 15 minutos do fim de um jogo com o Eibar. Luis Enrique foi obrigado a mudar os planos.
Total
131
Partilhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

*