Paulo Futre fez história no FC Porto e no SL Benfica
Paulo Futre fez história no FC Porto e no SL Benfica

Sempre que acontece um clássico entre o SL Benfica e o FC Porto, fala-se sempre de jogadores.

Neste artigo iremos mostrar a sequela de um artigo que começou aqui. Naturalmente irá há mais jogadores que vestiram a camisola de cada um destes clubes e como tal, irá fazer uma terceira parte.

Para apostar no clássico SL Benfica vs FC Porto é com a melhor oferta do mercado.

Eis os jogadores

Em 1995 chegava à Luz, Nica Panduru. Jogou de águia ao peito até 1998, onde fez 12 golos em 68 jogos. Mudou-se depois para o FC Porto a custo zero. Por lá ficou até 2002, tendo feito somente 10 jogos.
O canhoto Pedro Henriques chegou à equipa principal dos encarnados na época 1993/94. Por lá jogou até 1997 (47jogos, 2golos). Nesse mesmo ano não renova com o Benfica e saí a custo zero para o rival FC Porto. Não tendo realizado qualquer jogo. Continua a carreira depois no Vitória de Setúbal, Belenenses, Santa Clara e Académica.
Carlos Alhinho jogou de azul e branco na época 1975/76, onde realizou 22 jogos. Na época seguinte muda-se para a Luz, onde jogou até 1981 (90 jogos, 2 golos).
José Maria é um avançado que tornou estrela do FC Porto. Entre 1949 e 1957 jogou nos dragões, tendo feito 185 jogos e marcado em 81 ocasiões. Depois vestiu, por uma época, a camisola do Benfica. Marcou um golo em 5 jogos disputados.
Entre 1975 e 1977, Romeu Silva jogou no Benfica, onde fez cerca de 16 jogos. Para depois regressar à “casa de partida” – o Vitória de Guimarães. Em 1979 é contratado pelo FC Porto e por lá fica até 1983. Tendo feito quase 100 jogos.
O genial Futre foi muito feliz no FC Porto: foi campeão e ganhou a Champions. Entre 1987 e 1992 jogou no Atlético de Madrid. E todos nós sabemos o que foi. Nesse mesmo ano regressa a Portugal para jogar no Benfica, onde conquistou uma Taça de Portugal.
O mágico Deco chegou ao Benfica em 1997, onde nunca jogou. Tendo sido emprestado ao Alverca e ao Salgueiros. Em 1999 muda-se para o reino do Dragão. Onde ficou até 2004 e onde ganhou tudo o que havia para ganhar.
Fehér. O FC Porto foi o primeiro clube em Portugal do avançado Húngaro. Por lá ficou entre 1998 e 2002. Nesse mesmo ano muda-se para o Benfica, tendo encerrado a sua carreira e vida da forma que todos sabemos, infelizmente.

Fiquem atentos porque a qualquer momento a bet.pt irá mostrá-los.