A Liga Europa é a segunda competição de clubes mais importante organizada pela UEFA.

A imagem desta competição

Criada em 1971, chamava-se Taça UEFA até que em 2009 foi alterado para a versão atual que todos conhecemos.

Convém lembrar que esta prova, por sua vez, substituiu a Taça das Cidades com Feiras, disputada apenas por convite.

A prova era destinada a equipas europeias de cidades que tinham feiras de comércio, e não pelo desempenho que tinha nos seus campeonatos domésticos.

Como a UEFA não era o organizador, a competição nunca foi reconhecida como oficial.

Por esse motivo, todo o historial e estatística desta prova não entrar para as contas desta Europa League.

A qualificação

Os clubes qualificam-se com base no desempenho nas ligas e taças nacionais. Desde, claro, que não atinjam os lugares de qualifição para a Champions.

Desde 1999, e após a abolição da Taça das Taças, também incluí os participantes tradicionais dessa competição.

A partir de 2009, e após 38 edições, o formato foi alterado, onde se incluí o fim da Taça Intertoto – prova organizada pela UEFA, dando origem a esta Europa League – o nome internacional que é dado.

O modelo desta prova é semelhante ao praticado na Liga dos Campeões.

Após o ano de 2000, a equipa vencedora desta competição ganha o direito de participar na Supertaça europeia com o campeão da Champions League.

Já desde 2015, o clube vencedor desta competição conquista também a qualificação para a fase de grupos da Liga dos Campeões.

Os vencedores

A Taça UEFA que teve início com a Taça das Feiras, como já falamos entre 1955 e 1971.

A competição passou de 11 equipas no início para 64 na última edição em 1970-71.

Esta prova devido ao seu sucesso foi apadrinhada pela UEFA. E na primeira edição, em 1971/72, houve uma final inglesa entre Wolves e Tottenham. Os Spurs venceram.

Seguiu-se depois o Liverpool, em 1973, que derrotou o Borussia Mönchengladbach na final. O Borussia voltou a ganhar a competição em 1975 e 1979 e chegaria à final novamente em 1980.

O Feyenoord venceu a competição em 1974 após derrotar o Tottenham. Em 1976, o Liverpool ganhou pela segunda vez após levar a melhor sobre Club Brugge.

Nos anos 80

O Göteborg (1982 e 1987) e Real Madrid (1985 e 1986) venceram a competição duas vezes cada, com o Anderlecht a chegar a duas finais seguidas, vencendo em 1983 e perdendo com o Tottenham em 1984.

Em 1989 viu o início do domínio italiano, quando o Nápoles de Diego Maradona derrotou o Estugarda.

Década de 90

Começou com duas finais totalmente italianas e, em 1992, o Torino perdeu a final para o Ajax com a regra de golos fora. As finais já foram jogadas a duas mãos.

A Juventus venceu a competição pela terceira vez em 1993 e o Inter de Milão na época seguinte. Em 1995 é a vez do Parma.

1996 marca o ano da única final sem italianos nesta década. O Inter voltou às finais nas duas épocas seguintes, perdendo em 1997 para o Schalke 04.

Parma voltou a vencer em 1999.

A partir do ano de 2000

O Liverpool venceu a competição pela terceira vez em 2001. Em 2002, o Feyenoord venceu pela 2ª vez na história depois de vencer o Dortmund por 3–2.

Em 2004, esta Taça regressou a Espanha, com o Valencia a levar a melhor.

O Sevilla conseguiu duas vitórias consecutivas em 2006 e 2007, a última numa final com o também clube espanhol – o Espanhol.

O Shakhtar Donetsk venceu em 2009. 2010 e 2012, voltamos a Espanha, com o Atlético Madrid vencer nestes dois anos.

Em 2013, o Chelsea tornou-se no primeiro campeão da Liga dos Campeões a vencer no ano seguinte a Liga Europa.

Em 2014, o Sevilha conquistou a terceira taça em 8 época após derrotar o SL Benfica. Nos anos seguintes, venceu a quarta e a quinta.

Desde a temporada 2009-10, a competição é conhecida como Liga Europa da UEFA.

Portugal

O FC Porto triunfou em 2003 e 2011. Em 2003, uma finais épicas da história desta competição. Vitória em Sevilha diante de um Celtic por 3-2, num jogo com direito a prolongamento.

Já em 2011, por curiosidade, foi a única final europeia apenas com clubes portugueses.

Para além dos dragões, também o SC Braga marcou chegou à última fase desta prova.

O FC Porto ganhou por 1-0, graças a um golo do colombiano Falcão.

Top10 marcadores da Liga Europa

1º – Henrik Larsson – 31 golos / 45 jogos

2º – Falcão – 30 golos / 31 jogos

3º – Huntelaar – 30 golos / 48 jogos

4º – Dieter Muller – 29 golos / 36 jogos

5º – Aduriz – 26 golos / 39 jogos

6º – Altobelli – 25 golos / 55 jogos

7º – Arveladze – 24 golos / 41 jogos

8º – Kevin Gameiro – 24 golos / 54 jogos

9º – Jupp Heynckes – 23 golos / 21 jogos

10º – Vágner Love – 23 golos / 36 jogos

Nota breve

Até agora, o troféu foi conquistado por 28 clubes diferentes, 13 dos quais venceram o troféu por duas ou mais vezes.

O Sevilha é o campeão. Soma 6 títulos e é o clube que vais vezes conquistou este torneio europeu.

Referir que disputou a final em 6 ocasiões e é o único clube que ganhou em 3 épocas consecutivas.

A bet.pt anotou por ti algumas das finais mais épicas desta competição, onde podes ver a história completa de cada uma delas.

A música oficial

Já sabes que é na bet.pt que encontras as melhores odds, promoções, bónus e ofertas à tua espera para apostar neste torneio.