Neemias Queta está muito perto de se tornar no primeiro português a jogar na NBA.

Desde 2018 a viver nos EUA, Neemias Esdras Barbosa Queta, de apenas 21 anos, está a caminho da mais importante liga de basquetebol do mundo. Com uns impressionantes 2,11 metros, foi eleito um dos melhores jogadores universitários da temporada e tem agora o foco no draft de 29 de julho. A porta de entrada para o mundo profissional do basquetebol nos Estados Unidos. Segundo várias fontes, são já, pelo menos, 10 equipas que estão interessadas em tê-lo na equipa, Lakers e Celtics fazem parte desta restrita lista.

Origens

Filho de pais guineenses, começou pelo futebol, mas cedo percebeu que tinha mais jeito a jogar com as mãos, daí que aos 10 anos se tenha iniciado no Barreirense. Depois passou pelo Benfica e em 2018 mudou-se para Utah, onde tem dado nas vistas no basquetebol universitário.

Sonho de menino

Habitualmente a jogar na posição de poste, o jovem português afirmou um dia que queria chegar à NBA e todos “se riram”, como contou em algumas entrevistas dadas, entretanto.

O que é certo, é que Neemias Queta está perto de concretizar o seu sonho. Em abril anunciou que dispensou a época de “sénior” na Universidade de Utah State e disponibilizou-se para o draft de 2021 da NBA, que se realiza a 29 de julho.

“Quando dizia que queria chegar à NBA, houve pessoas que se riram na minha cara, houve pessoas que disseram que não era possível. E eu não me preocupei com isso. Acho que isto só prova que não tens de acreditar no que as pessoas dizem. Tens de acreditar no que tu achas que és capaz de fazer”, afirmou em declarações ao podcast Bola ao Ar.

O jogador português foi mais longe e declarou que em Portugal há pessoas que colocam “limites às pessoas”.

“Acho que é altura de mudar esse tipo de ideia. As crianças e os miúdos agora estão a ver que eu estou à beira da NBA e veem que podem lá chegar um dia. Se eu cheguei, eles também podem”, acrescentou.

Na última época

Neemias Queta fechou a temporada de júnior, a terceira no campeonato universitário, com médias de 14,9 pontos, 56% nos lançamentos de campo, 10,1 nos ressaltos, 3,3 em desarmes de lançamento e 2,0 nas assistências.

Apesar da não conquista do título – os Aggies perderam na final para os San Diego Aztecs – o jogador português foi eleito para o 5 ideal do torneio final da Conferência.

Foi ainda considerado pelos jornalistas como o melhor Jogador e Defensor de Mountain West tendo ainda sido considerado pelos dirigentes da Conferência como o melhor Defensor do ano e nomeado para o cinco ideal. Tendo falhando a conquista do título de Jogador do Ano. 

“Já assinei com um agente, estou agora a preparar-me para trabalhar com ele e estar apto para os treinos com as equipas da NBA. Tenho recebido vários convites e vamos ver o que acontece”, explicou.

O ex-jogador do Barreirense e do Benfica, em 2019 esteve perto de marcar presença no draft, mas acabou pela continuidade no basquetebol universitário.

Na carreira universitária, Neemias conduziu Utah State aos triunfos na Conferência Montain West em 2019 e 2020. Em 2021, não ganhou, mas chegou ao “March Madness”.

Neemias pode tornar-se no primeiro português a jogar na NBA. Isto caso seja o escolhido por uma das 30 equipas numa das duas rondas do draft de 2021. Caso não entre a partir do draft, pode ainda ser contratado por qualquer equipa numa fase seguinte e ainda antes da próxima época.

Embora perto de realizar o seu sonho de menino, o jovem basquetebolista português admite que tem muito para evoluir.

“O lançamento do exterior, sem dúvida, a técnica individual com bola também e conseguir defensivamente ser melhor nas trocas defensivas e aguentar com os bases do perímetro”, terminou.

Da parte da equipa bet.pt, desejamos-te a melhor das sortes!